Fale com nosso vendedor pelo whatsapp
12 97412-2339
12 3924-6700
Tenho interesse
12 3924-6700
Como chegar

Notícias



por página
Exibir:


11/08/2020
Fiat acredita que nova Strada será top 5 de vendas no país
A picape Fiat Strada foi o 4º carro mais vendido do Brasil em julho e é melhor o mercado se acostumar com isso. O desempenho comercial da segunda geração da Strada surpreendeu a Fiat, que espera ver a picape frequentar o ranking top 5 de vendas do Brasil com frequência e eventualmente até disputar a liderança. Em julho, foram 6.564 emplacamentos, número que representou uma participação recorde de 63% em seu nicho. Somente em julho, a Fiat recebeu cerca de 17 mil pedidos de compra da nova Strada. Por isso, a demanda diária subiu de 250 para 780 carros. Triplicou. Segundo Herlander Zola, diretor da marca Fiat na FCA, desde o seu lançamento, em 23 de junho, a picape já teve 23 mil vendas. Zola calcula que pelo menos 5.000 unidades já foram entregues e ainda não foram emplacadas. O prazo de entrega passou de 30 para 60 dias. Surpresa com a boa arrancada da Strada, a Fiat já planeja novas versões. Uma delas pode chegar ainda em 2020 e deverá ser inspirada em alguma versão ou série especial da Toro. “A Toro vai ser sempre uma inspiração para a nova Strada”, disse Zola nesta quinta-feira (6), durante uma live que teve a participação do Guia do Carro. Entre as configurações da nova Strada, a Cabine Dupla responde por 50% de participação, ou seja, 10% a mais do que era esperado pela Fiat. No mix das versões, a Endurance lidera numa faixa de 50% a 53%, enquanto a Freedom varia de 20% a 27%. A Volcano, topo de linha, tem 25% das vendas.  Existem várias possibilidades de futuras versões ou séries especiais para a nova Strada. Olhando para o passado da picapinha da Fiat, podemos vislumbrar uma versão Adventure, com pneus off-road ou de uso misto, adereços de aventura, grafismos especiais e alguns incrementos de equipamentos que a deixem mais capaz de enfrentar terrenos difíceis. Olhando para o passado da Toro, é possível pensarmos numa Strada Blackjack, toda escurecida, talvez uma S Design, ou até mesmo uma Strada Ultra, com tampa da capota rígida. “A nova Strada tem um potencial enorme nas grandes cidades se os clientes perceberem que ela pode ser uma alternativa para quem procura um hatch ou um sedã compacto com porta-malas”, comentou Zola. Mesmo assim, o executivo da Fiat reconhece que alguns clientes reclamam da ausência de uma configuração com câmbio automático, que virá no futuro (CVT). A nova Strada é baseada no Argo, enquanto a antiga era baseada no Palio. Para reduzir o atraso na entrega, a FCA tem aumentado o ritmo de produção da nova Strada na fábrica de Betim (MG). Em julho foram produzidas cerca de 6 mil unidades. Em agosto a produção vai subir para 9.000 e em setembro terá outra alta. Zola observa que cerca de 65% das saídas da picape Strada ocorrem na modalidade de venda direta (sem passar pela concessionária). Dá para perceber que a Fiat pretende aumentar a fatia de vendas nas concessionárias, atraindo mais o usuário de lazer do que o usuário de serviço. Fonte: Terra
Ler mais
10/07/2020
Nova Strada 2021 já teve 6 mil unidades vendidas
Com pouco mais de 10 dias de loja, a nova Strada 2021 já contabiliza 6 mil unidades vendidas, entre carros entregues e encomendados. O resultado, diz a Fiat, supera as expectativas da própria marca principalmente pelo momento atual de pandemia, que ainda mantém algumas concessionárias fechadas e muitas funcionando em horário restrito. "E olha que nem começaram as propagandas do modelo", comemora Herlander Zola, diretor do Brand Fiat, em entrevista ao Motor1.com. Além de manter a liderança do segmento de picapes compactas, a marca espera que a nova Strada incremente em cerca de 20% os números da antecessora. Mostrada pela primeira vez em abril, quando tinha lançamento previsto (atrasado para o fim de junho por conta da pandemia), a nova geração da Strada chegou trazendo diversas novidades para a picape, como a cabine dupla com quatro portas, o motor 1.3 Firefly emprestado do Argo e a central multimídia UConnect de 7" com conexão Apple Carplay e Android Auto sem fio (via Bluetooth). Além disso, a versão cabine simples ganhou um espaço extra na cabine atrás dos bancos e passou a se chamar "Cabine Plus". Para atender aos frotistas, a Fiat manteve o motor 1.4 Fire da antiga Strada na versão de entrada Endurance, bem como a direção hidráulica - nas demais, a assistência agora é elétrica. O modelo antigo segue na configuração de trabalho Hard Working, mas não está contabilizado nestes 6 mil carros vendidos que a Fiat divulgou.  Todas as configurações da nova Strada receberam controle de estabilidade (ESP) e controle de tração com função de bloqueio de diferencial eletrônico (E-Locker). As versões de cabine dupla ganharam ainda airbags laterais (totalizando 4 bolsas infláveis), enquanto a de topo Volcano incorporou ainda os faróis de LED.  Neste começo de comercialização, a versão Volcano tem sido a mais procurada, chegando a 40% do mix de vendas, segundo Zola. As demais, Endurance (de entrada) e Freedom (intermediária) estão com 30% cada. Já a divisão entre o tipo de cabine está em 60% para a dupla e 40% para a "plus". Outro fator que tem animado a Fiat é a resposta do varejo, que tem respondido por 50% da demanda. Na antiga Strada, o público era majoritariamente frotista, com o modelo chegando a ter mais de 90% de seu mercado nas chamadas vendas diretas. Vale lembrar que, como Motor1.com apurou, a nova Strada já tem descontos de até 16% para compras com CNPJ, ou seja, para empresas ou produtores rurais.  Apesar de satisfeito com o sucesso inicial, Zola sabe que a gama da nova Strada ainda não está completa. Ele admite que a faixa onde atua a versão Volcano, tabelada a R$ 79.990, é dominada basicamente por modelos com câmbio automático. "Sabemos dessa necessidade, mas não ficou pronta a tempo. Teremos novidades neste sentido muito em breve", adiantou o executivo, sem confirmar se a estreia acontecerá ainda em 2020 ou ficará para 2021.   Fonte: Motor 1
Ler mais
05/06/2020
Fiat Strada estreia em 26 de junho
Com lançamento postergado por conta do isolamento social necessário causado pelo Coronavírus, a Fiat Strada 2021 oficialmente terá sua campanha de estreia iniciada em 26 de junho. São esperadas as revelações de preços e data de chegada às concessionárias.   Mudança A Fiat Strada 2021 passa a contar com cinco configurações com nomes copiados da Toro. A versão de entrada Endurance terá opção cabine simples ou dupla e já vem equipada com controle de tração e estabilidade, assistente de partida em rampa, ar-condicionado e direção hidráulica. Além disso, ela traz ainda luzes diurnas halógenas, rodas de aço com pneus 195/65 R15 e para-choques pretos. Haverá três pacotes opcionais: Park Worker (alarme, vidros e travas elétricas, banco com ajuste de altura e brake-light), Pack Audio (rádio e volante multifuncional) e Pack Tech (central multimídia, painel com tela digital de 3,5 polegadas, sensor de ré e câmera de ré). A versão intermediária Freedom, também oferecida com cabine simples ou dupla traz direção elétrica no lugar da hidráulica, brake light, banco do motorista com ajuste de altura, vidros e retrovisores elétricos, alarme, painel de instrumentos com tela de 3,5 polegadas e monitoramento de pressão dos pneus. Além disso, agrega rádio, volante multifuncional, rodas de liga-leve de 15 polegadas, para-choque, maçanetas e retrovisores na cor da carroceria e faróis de neblina. O único opcional é o Pack Tech que traz central multimídia, câmera de ré e sensor de ré. Por fim, a versão topo de linha Volcano da Strada 2021 será vendida somente com cabine dupla e traz a mais vidros elétricos traseiros, faróis de LED, bancos revestidos de couro e tecido, central multimídia, sensor de ré, câmera de ré, volante de couro, capota marítima e barras no teto.   Ao trabalho Antes derivada da plataforma do Palio, a Fiat Strada 2021 agora traz a base compartilhada entre Mobi, Uno e Fiorino, tanto que o para-brisa e a coluna A são os mesmos entre os quatro. As portas, por sua vez, vêm do Mobi, o que obrigou a picape a ter um pequeno aplique plástico no para-lama para disfarçar o vinco original do subcompacto. Na fita métrica ela cresceu: agora são 4,48 m de comprimento (4,47 m na Strada cabine simples), 1,73 m de largura, 1,60 m de altura (1,59 m na cabine simples) e entre-eixos de 2,73 m. A atual Strada é 5 cm mais curta, 5 cm mais estreita e tem entre-eixos 2 cm mais curto. A altura é a mesma. O que mudou também foi a capacidade da caçamba. As versões com cabine dupla agora carregam até 844 litros, ante os 584 litros de antes. O peso máximo limitado a 650 kg se manteve como antes. Com cabine simples o volume cresceu de 1.220 litros para 1.354 litros, com peso máximo subindo de 705 kg para 720 kg. Todas as versões da Fiat Strada 2021 mantiveram a suspensão com layout McPherson na dianteira e eixo rígido com molas semielípticas na traseira – configuração que mantém a robustez na hora de levar carga e fez a fama da até então picape do Palio. A tampa da caçamba recebeu molas para ajudar na hora de abrir e fechar, como na Saveiro.   Mudanças de alma A versão de entrada Endurance mantém o antiquado motor Fire 1.4 quatro cilindros aspirado de 88 cv e 12,5 kgfm de torque usado até então pela Strada. Nessa configuração, ela tem direção hidráulica. Já as versões Freedom e Volcano da nova Strada são equipadas com o moderno motor 1.3 Firefly quatro cilindros aspirado de 109 cv e 14,2 kgfm de torque. Nesse caso, a direção tem assistência elétrica. Não há outra opção de câmbio além do manual de cinco marchas e não há mais motor 1.8 para a Fiat Strada.   Toro, Argo e Mobi Para diferenciar a nova Strada de Toro, há algumas diferenças cruciais além do porte diferente. A tampa traseira da Strada é maior e se estende até o para-choque, sendo aberta verticalmente. A Toro tem abertura dupla como porta estilo seleiro. A traseira da nova Strada também é mais achatada, sem área arredondada como na Toro. Há também logotipo da Fiat diretamente na tampa da caçamba, deixando a maçaneta de abertura para cima. Como na rival Volkswagen Saveiro, agora a Fiat Strada tem para-choques totalmente feitos de plástico, melhor integrados ao visual da picapinha. As lanternas traseiras são inegavelmente Toro, porém a Strada adota luz de ré na parte inferior e iluminação de LED apenas nas versões mais caras. Os para-lamas quadrados fazem lembrar da Toro, que adota o mesmo recurso para transmitir robustez. A dianteira da nova Strada carrega faróis espichados inspirados no Argo.Na versão topo de linha Volcano a Fiat Strada 2021 traz para-choque com visual robusto decorado por uma sessão em plástico cinza. A grade frontal filetada dá destaque para o novo logotipo e carrega um discreto friso cromado na parte superior. Há um tempo a Fiat ensaiava a troca de logotipo. A estreia da segunda geração da Fiorino em 2013 marcou o começo da transição, já que ela traz logotipo redondo vermelho na frente e o inscrito Fiat na traseira, sem o adorno vermelho. Essa estratégia passou a ser usada nos lançamentos seguintes como Argo, Toro, Cronos e Mobi. O Grand Siena ganhou a mudança no ano passado, enquanto Uno e Doblò se mantém como exceções. Agora com a Strada 2021 a Fiat traz seu novo logotipo na dianteira dos carros, sendo a picape o primeiro carro da marca com esse novo layout em todo o mundo. Por dentro ela traz diversas peças compartilhadas com Uno e Mobi, incluindo o visual geral do painel. O volante é parcialmente novo, já que agora traz base achatada. O destaque em tecnologia vai para a nova central multimídia que traz Android Auto e Apple CarPlay conectáveis via bluetooth, tecnologia ainda não vista em carros fabricados no Brasil até então. Fonte: iCarros
Ler mais
11/05/2020
Imagens mostram como deve ficar a versão renovada da Fiat Toro
Com a pandemia do novo coronavírus os planos das fabricantes estão todos adiados. No caso da FCA (Fiat Chrysler Automóveis) uma das novidades programadas fica por conta da versão reestilizada da picape Fiat Toro, lançada no inicio de 2016, há mais de quatros. Apesar do grande sucesso de vendas, já está mais do que na hora do utilitário ganhar novidades mais significativas no visual.   Para mostrar como deverá ficar a renovada Fiat Toro, o designer Kleber Silva faz as projeções que antecipam os detaques estéticos do utilitário que servirá de base para mais um lançamento da marca italiana no Brasil, o SUV Fastback. Repare que a nova frente inclui grade frontal redesenhada, como o logo da fabricate e evidência, seguindo a linguagem visual da nova Strada. Há também mudanças sutis nos faróis e nas luzes diurnas, com novas lentes, bem como no para-choque, que passará a ter entradas de ar reestilizadas, do tipo colméia. Na traseira, as belas lanteras com led no lugar das lâmpadas convencionais ficarão mais transparentes,com o mesmo estilo das versões mais sofisticadas do Jeep Renegade. As novidades na Fiat Toro também deverão incluir novas cores e jogos de rodas, reforçando a questão da esportividade da picape. Além disso, por dentro, uma das novidades adotadas poderá ser uma nova central multimídia com pareamento sem fio, como acontece na nova Strada e tende a ser usada em outros moldelos da FCA . E no conjunto mecânico a expecativa é que a FCA passe a oferecer o novo motor Fire Fly turbinado, com 1.3 litro de cilindrada, que poderá atingir em torno de 170 cv de potência. Mas o inicio da fabricação do novo propulsor em Betim (MG) também foi adiado e isso deverá acontecer apenas a partir do ano que vem. Portato, não espere ver da renovada Fiat Toro nas lojas antes do final do primeiro semestre de 2021. Além da Fiat Toro, também estão previstas mudanças estéticas em outros modelos da fabricante, como nos compactos Argo e Cronos. Entretanto, isso também vai atrasar. Por enquanto, o que está certo é que a nova Strada começa a ser vendida nas lojas entre junho e julho.  Fonte: Carros IG
Ler mais
09/12/2019
Nova Fiat Strada será picape com cabine de Mobi e lanternas de Toro
Com o final do ano chegando, a ansiedade pelos grandes lançamentos de 2020 aumenta. Se sua curiosidade for pelo segmento das picapes compactas, já podemos ao menos amenizá-la. A principal novidade do segmento no ano que vem será a segunda geração da Fiat Strada (sempre é bom lembrar que, durante mais de 20 anos, a picapinha foi vendida no Brasil usando sempre a mesma plataforma do Palio 1). O modelo será um derivado direto do Fiat Mobi, porém com dianteira reestilizada em relação à versão atual do subcompacto. Já a traseira terá a base do furgão Fiorino e suspensões por feixes de mola herdadas da atual Strada. A grande sacada da Fiat, porém, será incluir lanternas inspiradas na Fiat Toro. Conforme adiantado por QUATRO RODAS, a picape surgirá em versões cabine simples e dupla e com duas opções de motorização. A configuração cabine simples será equipada com o motor 1.4 Fire flex, já antigo, que ainda é utilizado por Grand Siena, Weekend, Fiorino e atual Strada. Tal propulsor, que gera 85 cv de potência com etanol, será acoplado a um câmbio manual de cinco marchas. Outra novidade importante é que a nova Stradinha será a primeira picape compacta no Brasil (e no mundo, já que o segmento existe em poucos mercados) com quatro portas na configuração cabine dupla. Para esta derivação, a Fiat escolheu um motor mais moderno, o 1.3 Firefly, também flexível, que equipa versões intermediárias de Argo e Cronos. Ele rende 109 cv de potência e 14,2 mkgf de torque quando abastecido com combustível de origem vegetal. O propulsor poderá ser acoplado a um câmbio tipo CVT, conforme já afirmado por executivos da marca, um casamento inédito proporcionado pela Fiat. Haverá também a opção de câmbio manual de cinco relações. Atualmente, a Fiat Strada comporta 705 kg de carga em sua versão cabine simples e 685 kg naquela com cabine estendida. A capacidade não deve variar tanto para o modelo que está por vir. Afinal, as dimensões também serão bastante parecidas com as da atual Strada, que mede 4,44 metros de comprimento, 1,66 m de largura, 1,59 m de altura e 2,72 m de entre-eixos. Fonte: Quatro Rodas
Ler mais
01/12/2019
Fiat Cronos 2020 aposta no design para conquistar o público
O design ganha destaque na versão 2020 do Fiat Cronos. O modelo chega com novidades: a versão HGT 1.8 automática e o série S-Design, como mostrou o AutoEsporte deste domingo. A versão HGT 1.8, com 139 cv de potência, dá aquele toque esportivo ao sedan, com rodas de liga leve escurecidas, detalhes em preto, spoiler traseiro e teto bicolor. O HGT vem com câmbio automático com paddle shift (a troca de marchas é feita através de borboletas no volante), painel de instrumentos TFT de 7” de alta definição e ar condicionado digital. Mas se você busca algo diferenciado sem abrir mão da economia, o série S-Design é outra possibilidade, disponível com a motorização 1.3 manual. O conceito inspirado na série italiana S-Design oferece uma personalidade elegante através dos seus detalhes, como o acabamento interno escurecido e o retrovisor e o spoiler traseiro com acabamento exclusivo em preto brilhante. A montadora não poupou tecnologia nesta série. São pequenos detalhes que transformam a experiência do motorista, como os retrovisores elétricos com Tilt Down e principalmente do ar condicionado automático digital: conteúdo até então presente somente em modelos mais caros. E para você utilizar os seus aplicativos preferidos, o Fiat Cronos conta com a Central Multimídia com Android Auto e Apple Carplay. Fonte: Auto Esporte
Ler mais

Anterior
Próximo
1 / 1
Fiat
São José dos Campos
Avenida Andromeda n°227
CEP 12230-000- Jardim Satélite
Fiat
São José dos Campos
Avenida Cassiano Ricardo, 2173
CEP 12240-540- Jardim Alvorada